Saiba como cuidar de sua saúde, mente e corpo!
tomar-leite-faz-mal

Leite Faz Mal? Conheça o Lado Obscuro do Leite

Saúde

tomar-leite-faz-malEste artigo vai de encontro com tudo o que você sabe sobre o leite nosso de cada dia. Se você acha que tomar leite é bom para os ossos, que o leite previne a osteoporose ou que o leite é a maior fonte de cálcio! Então sugiro que você leia este artigo até o final.

Mas antes de falar sobre o leite animal, quero deixar bem claro que o leite materno é o melhor alimento para os bebês e não se enquadra neste artigo.

Bom, espero que você leia com atenção e com mente aberta. Não tire conclusões sem analisar as evidências que serão apresentadas aqui! Sua saúde depende de você consumir o que faz bem e excluir de sua alimentação tudo aquilo que faz mal. Que tal irmos agora para as evidências?

Vamos nos concentrar no leite de vaca, porque é o que tem a maior aceitação e o maior consumo.

O ser humano é a única espécie que continua tomando leite após a infância, em outras palavras somos os a única espécie que continua tomando leite mesmo depois de adultos, e mais, somos a única espécie que bebe leite de outra espécie. Você já tinha parado para pensar nisso?

No leite da vaca existem hormonas (hormônios) que não são compatíveis com os hormônios humanos e nosso orgânismo não consegue quebrar nem expulsar estas moléculas. Isto não é tudo!

Como você já sabe, uma vaca leiteira que não dá leite está dando prejuízo. Então como os tratadores contornam esta situação?

As vacas são “moduladas” com HBG (hormônio da gravidez) para que ela possa produzir mais leite constantemente. Atualmente as vacas leiteiras vivem apenas 6 anos em vez de 20 anos e a produção de leite, comparada com 50 anos atrás, aumentou em 250%. Só com esta informação,  devemos imaginar que há algo errado, isto não é natural.

Pois bem, no momento em que se trata a vaca com HBG e ela se torna falsamente grávida (prenhe), obviamente todo um processo metabólico ocorre em seu organismo, além de produzir muito mais leite, obviamente ela tem uma produção aumentada de hormônios. Hormônios são encontrados  no leite, e que por sua vez são consumidos por todos nós. O que é péssimo para o corpo de qualquer pessoa.

O Leite Está Contaminado

leite contaminadoÉ triste saber que algo que passamos a vida toda consumindo está nos prejudicando de alguma forma!

O leite tem algo mais do que qualquer outro alimento: CONTAMINAÇÃO!!! O leite está contaminado com:

PERCLORATO. Para quem não sabe, perclorato é combustível de foguete. O foguete sobe, O combustível queimado com esta substância fica no ar, cai no capim, a vaca come o capim e acaba indo para o leite. Inclusive o leite materno, não só o de vaca. Com isto nosso corpo para de absorver IODO.

Pelo menos aqui no Brasil não se lança foguetes, então acho que dessa nos safamos…

RETARDAMENTO DE CHAMA, PBDEs. Substancias que não deixa pegar fogo.

PESTICIDAS. Alterações na Tireoide.

ANTIBIÓTICOS (MASTITES). Quando se tira leite da vaca mais que uma vez por dia, o ubre (mama animal também conhecido como teta) desenvolve uma inflamação chamada mastite. Seus criadores ministram então antibióticos para tratar a mastite, que vão para o leite. E a resistência bacteriana surge. Uma das causas dos antibióticos não estarem mais funcionando para as vacas, são porque eles dão tanto antibiótico para tratar a mastite, que seus corpos já ficaram imunes.

Agora imagine uma vaca que produz entre 70 a 80 litros por dia, ela desenvolve uma mastite e chamam o veterinário que aplica uma injeção de antibiótico, vocês acham que esta vaca fica de repouso até ela se recuperar? E enquanto isso ela para de dar leite….NÃO !!! Ela continua dando 70, 80 litros por dia que agora terão mais uma contaminação os antibióticos!

Continuando com a contaminação…

– SUBSTÂNCIAS RADIOATIVAS.

– HORMÔNIOS

– METAIS

– BACTÉRIAS

VITAMINA A & D acrescentadas. Ter um leite com vitamina D em termos de saúde não significa absolutamente NADA. Serve apenas para as industrias venderem mais, como estratégia de marketing.

Hormônios no Leite:

8 HORMÔNIOS PITUITÁRIOS DA VACA NO LEITE

– 7 HORMÔNIOS ESTEROIDAIS (E1,E3,P,T) DA VACA NO LEITE

– 6 HORMÔNIOS TIREOIDIANOS DA VACA NO LEITE

– 11 FATORES DE CRESCIMENTO, porque o bezerro tem que crescer ele tem que dobrar de tamanho em 47 dias, então os fatores de crescimento são mais concentrados, esta TUDO NO LEITE. Este é um dos GRANDES PERIGOS. O fator de crescimento é proliferativo, se o ambiente é propício, ou seja, se a pessoa já tem relatos de familiares que vieram a ter câncer, continuar ingerindo qualquer tipo de alimento que contenham hormônios do crescimento é suicídio! ISTO CAUSA CÂNCER! Todo fator de crescimento num ambiente propício desenvolve a proliferação das células, predispondo ao câncer.

– JA FORAM ISOLADOS NO LEITE 59 HORMÔNIOS DISTINTOS !

Isso é o que a literatura nos mostra. Análise realizadas no leite mostraram que ele tem 59 hormônios distintos, que não pertencem a você, são hormônios bovinos.

E falando de hormônios, existe um chamado Estrona, que é um dos tipos de Estrogênios (hormônios femininos)  que está absurdamente aumentado no leite desta vaca. Estudos demonstraram que a ordenhação da vaca prenhe geram níveis de Estrona aumentados em 33 vezes, além de altos níveis de BSV (Bovino Somatrotopin e de rBGH (Hormônio de Crescimento Bovino recombinante com altos níveis de IGF-1.

 Faça uma  analise na concentração de Estrona no soro do leite:

–  Vaca não prenhe = 30pg/ml

–  Vaca prenhe (41-60 dias) = 151pg/ml

–  Vaca prenhe (222-240 dias) = 1.000 pg/ml

 

O Estrona é um hormônio altamente proliferador e que aumentado traz desde prejuízos “leves” como proliferação de tecido gorduroso, aumento de celulite, aumento de gordura abdominal, até outros irreparáveis!

Cálcio Pode Fazer Mal

Cálcio Pode Fazer MalNurses Health Study, este é o nome do estudo realizado pelo Dr Walter C. Willet onde 77.761 mulheres com idades entre 30 e 45 anos foram acompanhadas por 12 anos. Foram analisadas a dieta e fraturas de rádio e fêmur(ossos da perna e coxa), por isso o nome “corod”. O que é estudo Corord?

É um grupo que você acompanha, sem interferência, fazendo questionários. É um questionário com perguntas relacionadas a sua rotina de vida, do tipo, o que se come?, o que se bebe?, como se dorme?, etc. Daí é feito um acompanhamento desse grupo. No final de 12 anos começa a avaliação

Conclusão desse estudo: AS MULHERES QUE INGERIRAM DOIS OU MAIS COPOS DE LEITE POR DIA TIVERAM MAIS FRATURAS QUE AQUELAS QUE INGERIRAM UM OU MENOS DE UM COPO POR SEMANA.

Estudos Prospectivos de longo prazo, conclusão: A INGESTÃO DE LEITE DE VACA E A SUPLEMENTAÇÃO COM CÁLCIO NÃO MOSTRAM NENHUM BENEFÍCIO NA PREVENÇÃO DE FRATURAS ÓSSEAS.

Grupo que fez suplementação com cálcio, conclusão: O GRUPO QUE FEZ SUPLEMENTAÇÃO COM CÁLCIO, TEVE MAIS INFARTO DO QUE O GRUPO QUE NÃO SUPLEMENTOU. Porque isso ocorreu?

Porque o cálcio deve apenas ser absorvido, o cálcio tem que ficar preso no osso. Se ele não fica no osso ele se deposita nas artérias e criando vários problemas de saúde.

Suplementação de cálcio em mulheres saudáveis com menopausa, aumenta o risco de infarto do miocárdio. Mas o que é que a mulher diz quando entra na menopausa? PRECISO TOMAR MEU CÁLCIO! O médico dá cálcio então, mal sabendo que aumenta o risco dela morrer mais cedo.

Quanto maior a ingestão de cálcio, maior a incidência de fratura de quadril. Quando você toma o cálcio apenas o cálcio, você facilita fraturas no quadril.

fonte: Owusu,W; Sillet,W.C. et al. J Nutr. 1997:127:1782-7

Freskanich,D.; Willet,W.C. et al. Am J Public Health. 1997 Jun; 87(6):992-7

 Freskanich,D.; Willet,W.C. et al. Am J Clin Nutr, 2003 Feb;77 (2):504-11.

Relação Cálcio Magnésio

A Finlândia era o país onde se tinha o maior número de mortes por doenças cardíacas no mundo! Hoje não é mais assim. Porquê?

Porque o departamento de saúde da Finlândia criou um sal, onde a concentração de magnésio é maior que a concentração de cálcio, fazendo com que o número de mortes por doenças do coração caísse drasticamente! Ainda bem!

Isso aqui é fundamental! O cálcio necessita do magnésio para ser benéfico.

A relação do cálcio para o magnésio tem de ser de 2 para 1. Sabe de quanto é a relação cálcio/magnésiono leite?

É assustadoramente de mais que 10 para 1. Ou seja o cálcio proveniente do leite é MALÉFICO! Ele não tem uma  relação entre cálcio/magnésio.

Como Então Vou Consumir Cálcio, Se Não Tomar Leite?

Cálcio? Onde é que as vacas arranjam cálcio para seus ossos enormes? Sim, das plantas! O cálcio que consomem das plantas têm boa quantidade de magnésio, necessário para que o corpo absorva e use o cálcio.

O cálcio do leite de vaca é basicamente inútil, porque o leite tem conteúdo insuficiente de magnésio (as nações com mais alto nível de consumo de leite e laticínios também têm o maior nível de osteoporose.

Os especialistas de Harvard referiram também os altos níveis de gordura da maior parte dos lacticínios e sugeriram que couves, leite de soja e feijão são melhores opções do que lacticínios para obter cálcio e outros suplementos de qualidade.

Lactose – O Açúcar do Leite

A Lactose é o açúcar presente no leite. Para que ele possa ser digerida, nosso corpo precisa possuir uma enzima chamada Lactase. Porém muitas pessoas não tem esta enzima, e ainda outras deixarão de tê-las.

Para que vocês possam entender, deixe-me explicar melhor. Em geral, lactase é produzida pelo corpo humano até a idade de 4 anos. (Wiliams, SR. Nutrition And Diet Therapy, 7th Ed.(Mosby: St. Louis, 1993), p41.).

A partir dos 4 anos a produção de lactase começa a diminuir. Aos 9 anos de idade não tem mais nada! Consequentemente cada vez menos, deste açúcar será bem digerido e bem aceito por nosso corpo. Teoricamente o máximo que você poderia tomar leite seria entre 8 e 9 anos de idade!

Alguns leigos e médicos costumam associar a intolerância a lactose como a única forma de alergia ao açúcar do  leite, mas existem outros níveis de hipersensibilidade aos alimentos e estes causam prejuízos à diferentes sistemas e órgãos do corpo. O problema é que as pessoas tendem a pensar que “se não tem diarreia ou sintomas gastrintestinais”, não é alergia a tal alimento e isto é um erro grave. O Intestino é apenas um dos órgãos do corpo humano, E por sinal, ele é o segundo órgão mais importante de nosso corpo ficando atrás apenas de nosso cérebro. Nem sempre um alimento que nos faz mal causa diarreia, que é um dos sintomas naturais da intoxicação alimentar.

Para ilustrar: Uma pessoa que ingerir veneno de cobra; não necessariamente terá diarreia, mas, pode te custar a vida.

O Dr. Benjamin Spock, famosa autoridade em saúde infantil cita no seu livro:

Leite de vaca causa perda intestinal de sangue, alergias, indigestão e contribui para alguns casos de diabete juvenil.

fonte: Spock,B & Parker,ST. Dr. Spock`s baby and child care (New York: Pocket, 1998)

Problemas de Saúde Infantil Relacionadas ao Consumo de Leite

Infecção de ouvido

– Eczema/cólica/constipação/colite

– Diabetes tipo I/ Obesidade

– Comportamento e aprendizagem

– Morte súbita (alergia)

– Asma (quanto mais leite, mais asma)

– Autismo

– Beta Casomorfina-7 Esquizofrenia – Dr. R. Cade

  

Conheça o Leite  Pasteurizado Que Você Toma

Acredito que se você chegou até aqui, você está horrorizado e convencido dos problemas que o leite pode causar. Mas infelizmente, ainda tem mais…!

Agora vamos conversar um pouco sobre pasteurização. Pasteur sugeriu que o leite deveria ser aquecido a uma temperatura de 71,7 graus centígrados por 15 segundos. Com isso todas as bactérias e micróbios morreria. Foi criada ai a pasteurização padrão. Depois, foi inventada outra pasteurização que é a temperatura altíssima onde você chega a 150 graus centígrados por 5 segundos. Quando isso é feito o leite se torna totalmente ESTÉRIL !!!

Portanto um dos benefícios que o leite poderia nos proporcionar, para melhorar nossa flora intestinal, deixa de existir… Para que vocês compreendam, uma das novidades da medicina para combater e prevenir inclusive o câncer, é o uso de combinações específicas de pré e pró-bióticos, que nada mais são do que fibras e micro-organismos que vivem em nossa flora intestinal e determinam boa parte de nossa imunidade.

O chamado longa vida que se conhece, passa por um processo chamado ultrapasteurização. Onde a desnaturação das proteínas é maior, porque não existe proteína com conjugação secundária e terciária que aguente essa temperatura.

Pare e pense!

Quanto tempo o leite comum retirado diretamente da vaca, conseguiria permanecer fora da geladeira e ainda assim está própria para consumo?

Por que então o leite longa vida pode ficar até 6 meses fora da geladeira! Tem que haver algo estranho nisso, não é? Ele fica 6 meses fora da geladeira, e só precisa ir, depois que a caixa é aberta. Então podemos concluir que esse produto é bem diferente do produto que sai do peito da vaca!

Lista de Enfermidades Relacionadas a Ingestão de Leite de Vaca

– ARTRITE

– ENXAQUECA

– DOR NAS COSTAS

– ESCLEROSE MÚLTIPLA

– ACNE

– DOENÇA CARDÍACA

– ALERGIA

– ASMA

– CÃNCER DE PRÓSTATA

– CÂNCER DE MAMA

– OBESIDADE

– DOENÇA DE PARKINSON

– INFERTILIDADE

ETc, ETC, ETC, ETC…..

E essa lista continua. A literatura esta cheia de trabalhos que demonstram claramente isso.

E agora, o que dizer para aqueles que têm coragem de falar em rede nacional sobre a importância de se ingerir o Leite?

Infelizmente existe industrias que faturam fortunas com os laticínios. Eles não permitem que assuntos como estes venham a tona e sempre que sai uma notícia destas logo é abafada por propagandas que mostram pessoas felizes e sorridentes desfrutando de um delicioso copo de leite quente.

Veja a relação do leite com várias doenças.

Não sou eu quem está dizendo! Aqui estão os estudos e referências para que você veja com seus próprios olhos:

Leite e o Câncer de Próstata

O Leite não pode ser considerado um “sports drink” (bebida esportiva), não previne Osteoporose e possivelmente contribui para o desenvolvimento de doença cardiovascular e câncer de próstata.

Fonte:  Physicians Commitee for Responsible Medicine, Good Medicine 2., Spring 2001: 23.

Existe uma correlação entre ingestão de leite e câncer de próstata.

Fonte: Giovanucci,E. Et al. Dairy products, calcium, and vitamin D and riscks of prostate câncer. Epedemiologic Reviews 23 (2001): 87-92

O câncer de próstata é hormônio-dependente e, ao contrário do que muitos pensavam e pensam até hoje, estudos recentes comprovaram que seu desenvolvimento não é atribuído à testosterona, mas sim aos estrogênios. Por isso que ele ocorre nos homens já em idade avançada, os quais já tiveram um declínio praticamente total dos níveis de testosterona, com aumento ao mesmo tempo, dos níveis de estrogênio.

Na medida em que o leite aumenta os níveis estrogênicos, estudos demonstram aumento no risco de câncer.

Leite e o Câncer de Ovário

Mulheres que tomam 2 ou mais copos de leite  têm um aumento de 66% no risco de desenvolverem câncer no ovário.

Existem cânceres de Ovário também hormônio-dependente e estrogênio-dependente, ou seja, quando se aumentam os níveis de estrogênios, estamos aumentando as chances da proliferação destes tumores malignos e ímpares na prática médica, uma vez que têm pouquíssimas chances de cura ou tratamento efetivo.

Isso sem contar o fato da maioria das mulheres usarem contraceptivos, os quais impedem a produção da progesterona pelo óvulo e corpo lúteo (pela não ovulação), perdendo a proteção deste hormônio que é fundamental para a contraposição estrogênica.

fonte: Harvard School of Public Health Peck, P. Two or more glasses of milk may raise ovarian câncer risks, still doctors aren`t advising that women stop drinking it. WebMD Medical News, May 5, 2000.

Leite e o Câncer de Mama

O câncer de mama também é estrogênio-dependente, ou seja, o estímulo deste hormônio é proliferativo para tecido mamário e consequentemente tumores de mama.  Qualquer forma de aumento direto ou indireto da ação estrogênica sobre o corpo feminino, pode influenciar no desenvolvimento do câncer de mama.

São muitos os alimentos e as substâncias derivadas dos plásticos por exemplo, que provocam este aumento. Até protetores solares – a maioria dos que vocês compram nas farmácias – contém substâncias similares aos estrogênios, chamadas xenoestrógenos). Veja o artigo sobre o perigo do bisfenol, uma substância cancerígena presente em produtos plásticos.

Leite e a Osteoporose

Produtos Lácteos não fazem parte da dieta na China, Japão , Vietnam ou Tailândia, no entanto os habitantes desses países têm uma das mais baixas taxas de osteoporose e fratura óssea no mundo.

Fonte:Hegsted,M. Fractures, Calcium and Modern Diet. AJCN 74 (2001):571-73

Os maiores consumidores de leite do mundo (Austrália, Nova Zelândia, América do Norte e o Oeste Europeu) também têm a maior incidência de osteoporose e risco de fratura óssea!

Feskanich,D. Et al. Molk, dietary calcium and boné fractures in women: a 12-year prospective study. AJPH 87(1997):992-997.

O número de americanos diagnosticados com osteoporose aumentou 55% de 1995 a 2006

Fonte: US Departamento f Health and Human Services, Agency for healthcare Research and Quality, “Osteoporosis-linked fractures rise dramatically, “September 2009: ahrq.gov/research/sep09/0909RA36.htm

Osteoporose é uma doença pediátrica com consequências geriátricas. “Dr. Duane Alexander”

Estudos demonstram que leite de vaca não protege humanos contra  fraturas ósseas do modo como nos foi ensinado. De fato, o alto consumo pode aumentar o risco de fratura.

Fonte: Freskanich,D. et al. Milk, dietary calcium and boné fractures in women: a 12-year prospective study. AJPH 87 (1997): 992-997.

Uma avaliação de 58 estudos mostrou que não há relação entre consumo de leite, os níveis de cálcio e saúde óssea.

Fonte:  Lanou, A.J. et al. Dairy products and boné health in children and Young adults: A reevaluation of the evidence. Pediatrics 115 (2005): 736-43.; News Online, “Conventional wisdom on milk questionetd, “Mar.7,2005.

    A osteoporose é tratado de forma tão errada tradicionalmente na medicina, que existem uma enorme quantidade de estudos atuais mostrando as doenças provocadas pelos tratamentos para osteoporose!

Um estudo realizado em 2011 concluiu que Mulheres que fazem suplementação com cálcio têm risco aumentado em 600% para o desenvolvimento de aterosclerose, infarto do miocárdio e AVC.

Este estudo é alarmante e chama atenção para o leite e pra suplementação que chamo de criminosa das cápsulas com reposição de cálcio! Tais cápsulas está em propagandas nos mais variados meios de comunicação e pode ser livremente adquirida nas farmácias. Isto é um crime!

Fonte: Bolland MJ., Grey A., Avenell A., et al. Calcium supplements with and without vitamin D and risk of cardiovascular events; Reanalysis os women`s Health Initiative limited acces dataser and mata-analtsis. BMJ, 2011, 342:d2040.

Leite e o Diabetes

A Caseína é uma proteína que representa cerca de 80% do total de proteínas do leite. Existe uma relação entre seu consumo e a incidência de Diabetes tipo I, por uma série de reações, pois ocorre com uma série de alimentos e doenças.

Leite e a Úlcera Péptica (No Estômago)

Um copo de leite a cada 4 horas para o tratamento de úlcera péptica. Aumento de 6 vezes na incidência do infarto do miocárdio.

Fonte: Sippy Diet.

Muitos se lembram desta medida que foi largamente divulgada no passado. O que ninguém ficou sabendo é o resultado desastroso disto, que tenho certeza de que até hoje existem pessoas e até mesmo profissionais de saúde acreditando ser saudável e “curativa”. Porque será que estas informações não são divulgadas?

Fonte: Briggs, RD et al. Myocardial infarction in patients treated with Sippy and other high-milk diets. Circulation

Se você ainda ficou em dúvida com relação a este assunto vou te indicar a leitura destes livros:

– “WhiteWash” do pesquisador Joseph Keon

– “Your Life in Your Hands” da pesquisadora Jane Plant

 – “Milk, the Deadly Poison”de Robert Cohen

 – “Devil in the Milk” do Dr. Thomas Cowan

 Este para quem deseja saber como fazer alimentos sem leite(em inglês):

– “The Milk-Free Kitchen”- de Beth Kidder

Sinceramente eu gostaria muito que tudo isso fosse uma mentira… Que profissionais da saúde provassem com evidências que tudo o que foi dito neste artigo é uma GRANDE MENTIRA!

Mas infelizmente não é! Olha que estamos falando apenas de um alimento, quantos venenos estamos comendo e não sabemos. Não é de admirar que o mundo está engordando sem saber  o porquê! O câncer é a doença do século, e não se sabe as causas(ou pelo menos não são divulgadas).

Agora que você já sabe de tudo isso, terá que travar uma luta interna para se livrar de alimentos ruins. Mas assim como o cigarro mata e nem por isso as pessoas deixam de fumar é você quem tomará a melhor decisão em sua vida!

Se você gostou deste conteúdo, compartilhe e deixe sua opinião! Estamos abertos a críticas, sugestões e elogios! Obrigado.  

Fontes: mercola http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2009/07/09/the-devil-in-the-milk.aspx

http://drvictor sorrentino.com.br/a-verdade-sobre-o-mito-do-leite/

Lair Ribeiro

Assista ao Vídeo “O Mito do Leite”.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *